É demais até para me irritar

Pedro Santana Lopes a meter no mesmo saco os problemas nacionais e as comemorações de Fátima é uma coisa que me cai tão mal que não me irrita. Mas dá-me azia.
Cada um tem direito à fé que quer e eu percebo a dimensão nacional e internacional da fé nas aparições mas daí a que entrem num comentário semanal com conteúdo iminentemente político já me parece demais.
E além disso, quando ouço políticos a falar de religião dá-me sempre a impressão que é fachada, algo que fazem para cair nas boas graças. Mais ou menos como a Lili Caneças em Fátima, soa-me sempre a falso. Se calhar até acreditam mas para mim a fé é algo pessoal, não para exibir. Bom, mas essa malta passa a vida a publicar a vida privada por isso se calhar este post não faz muito sentido...

Sem comentários: