Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

Apresentados

Coisas surpreendentemente boas

Faz mais de um mês que o tempo está quente e soalheiro. Demasiado quente dizem alguns. Mas em Londres, semanas seguidas de sol sem nuvens cinzentas a ameaçar morrinha são uma benção que é preciso reconhecer e agradecer. Todos me perguntam se estou a gostar do sol. Sim, gosto muito!
Mais uma vez vim para o parque. Estou sentada à sombra a dois passos de um riacho tranquilo. De vez em quando passa uma borboleta. As famílias ruidosas ainda não chegaram. Os patos devem estar por aí algures. E eu vou lendo Ulisses. Devagar que não é livro para saltar frases. E devagar porque a tradução deve ter mantido o espírito original do livro e não é fácil. Mas é deliciosa. Está cheia de palavras que não via (ou lia) há muito tempo, palavras que não se usam no dia a dia mas que é bom ver que alguém ainda as conhece e usa.
Já parei uns minutos. Posso voltar ao livro.

Mensagens mais recentes

Lãs, amigos, canetas. Tudo misturado no mesmo post

Mais um que mete medo

As mensagens do corpo e da mente

Passamos a vida a aprender sobre nós mesmos

Em testes

Ora vai mas é meter veneno para outro lado que daqui não levas nada

Algures numa aldeia inglesa

Parar e ouvir o mar

House hunting e mais umas coisas

Primavera, comida de Inverno e o mais que me vier à cabeça