Não me irrita mas intriga-me

Não percebo, juro que não. Pega uma pessoa no carro na 5ª de madrugada para ir a Lisboa e eis que se apanha a auto-estrada completamente cheia de gente.
Vai-se a um aeroporto e há sempre multidões a levantar e a aterrar.

Não sei porque me espanto. Aliás, a avaliar pelo meu exemplo, anda muita gente profissionalmente de um lado para o outro. Mas pura e simplesmente há coisas a que nunca me habituo, nunca perco o ar de espanto.
Este nunca perder o espanto acontece-me com muitas coisas. A Física por exemplo: eu estudei-a, percebo os princípios básicos mas a sua aplicação constante, diária, non stop, perfeitamente fiável menos quando menos se deseja, nunca cessa de me espantar! O que se calhar não é mau. O mundo nunca deixa de ser uma constante fonte de espanto e encantamento e acho que se calhar isso torna a vida um pouco melhor! Por isso, bem ajam as coisas que não entendo e me intrigam!

Sem comentários: