E viva o anti-stress

Sim, porque uma noite de bailado, com o palco cheio de bailarinos de pernas bem moldadas, tem de ser anti-stress.
E, como diria a Inês, não importa se são a companhia russa mais esfarrapada de todos os tempos, com os tutus aos pedaços e as meias rotas. Pela primeira vez na vida, vou ver um bailado clássico ao vivo e a cores!

Sem comentários: