Missiva ao Sr. Primeiro Ministro

Caro Sr.,

Em virtude do seu lamentável comportamento de puto mal educado na Assembleia da República, no que foi secundado pelo líder da bancada parlamentar da oposição, e uma vez que o seu salário é pago dos meus impostos e eu acho que lhe pago para trabalhar e não para andar a trocar boquinhas birrentas com os deputados, serve a presente para o informar que, se pudesse, não pagava mais um tostão de impostos a partir de hoje porque não quero que lhe chegue ao bolso.
A sua sorte é que eu acho que os impostos servem para mais coisas como solidariedade social e educação e não creio que quem efectivamente precisa do dinheiro dos meus impostos deixe de o receber lá porque o senhor não se comporta à altura do cargo.

1 comentário:

Anónimo disse...

Concordo, minha amiga.
Subscrevo inteiramente.
Micas