Irritações rápidas

- o Alberto João vai acabar a candidatar-se. Cheira-me. Vou começar a pensar em emigrar.
- o Bastonário da Ordem dos Médicos tira-me do sério com aquele ser ar de vítima apanhada na curva. E o mesmo me provocam todos os que aparecem a dizer "Operações oftálmológicas em Cuba? Para quê? É que temos capacidade para resolver cá o problema". ENTÃO PORQUE É QUE NÃO RESOLVERAM?
- os directos televisivos ou radiofónicos deviam ser proibidos. Hoje de manhã, a TSF decidiu fazer um directo a partir de uma fábrica que está a fazer despedimentos colectivos em Gaia e tiveram a ideia peregrina de pôr no ar um sindicalista que começava todas as frases com "Portanto" e conseguia sempre meter "portanto" lá para o meio também. De levar as mãos à cabeça. O Eça deve estar às voltas no túmulo.
- E por falar em língua, o deputado do BE que discursou no 25 de Abril não é muito melhor, ou melhor, é muito pior porque tem, provavelmente, um nível superior de escolaridade e mais ambição de dar o exemplo que o sindicalisa. "Os problemas das escolas não É os professores....". Recusei-me a ouvir mais. Uma frase destas dita na Assembleia da República devia dar direito a umas réguadas valentes. Se isso ainda se usasse.

Sem comentários: