Porquê? #1

Porque é que as pessoas, quando vão levar alguém ao aeroporto, ficam especadas com o nariz encostado ao vidro enquanto os seus familiares esperam na zona de embarque? Qual é a emoção de ficar ali, do outro lado do vidro, à espera que alguém entre para um avião e que depois o avião descole? Será o desejo de ver o outro arrepender-se e não partir? Remorso de o ter feito partir? Não ter nada melhor para fazer num domingo à tarde?
E claro que cada um faz o que quer com o seu tempo, mas os que estão do lado de lá do vidro, acabam a olhar para toda a gente e eu não consigo deixar de me sentir um animalzinho raro a ser observado pelo povo que fica. Por favor, arranjem uma vida para viver que a minha não vos diz respeito.
Eu pessoalmente detesto grandes despedidas, seja em que viagem for. Podem ir levar-me ao autocarro, ao avião, ao comboio; quando chega a minha hora, eu entro, a minha viagem começa nesse instante e não quero que ninguém fique ali, de vida suspensa a ver-me partir. Cedo percebi que isso só dificultava a minha partida e fazia perder tempo e vida a quem ficava. E por isso aquelas pessoas do lado de lado do vidro dão-me pena. Quem parte tem algo de novo, a quem fica, pelos vistos só resta olhar o vidro e rezar para que regressem depressa.

Comentários

Tobias disse…
....por isso mesmo ficam do outro lado do vidro.... já com saudade e a rezarem que o outro chegue depressa e bem. A desejar que o outro volte para nós. Que vá, que aproveite, mas que depois volte. Eu fico frequentemente atrás do vidro. Pode ser triste, mas também é assim que me sinto.
MauFeitio disse…
Pois, eu sei que é mais difícil para quem fica. Já fui a que fica. Mas ao ficar ali, estamos a tornar a partida de quem vai mais dolorosa, a não oquerer que vá.... para mim era muito mais difícil voltar à miha vida do porto quando os meus pais me levavam ao autocarro e ficavam ali à espera que eu partisse. até que perceberam que ha um ponto em que tens de largar...
Tobias disse…
eu percebo. Mas as pessoas são diferentes. Há quem fique preso no teu olhar, mesmo através do vidro. E quando todos os momentos são poucos, pelo menos aquele é mais um.
MauFeitio disse…
:-) também é verdade!
Samsara disse…
Dei gargalhadas minha querida. Tu és única mesmo!
Bjs.
MauFeitio disse…
Este era um post para chorar.. qual é a piada Samsara?
abjeccionista disse…
Já pensaste que as pesssoas do lado de cá da vidraça, podem apenas, nostálgicas, inventar na memória o dia em que poderão ser parte dessa aventura do homem que é voar?
Estão ali, a ver-te e aos outros e são já elas que caminham, que empurram o carrinho da bagagem.
Se lhes diseres adeus, um adeus em abstracto, ainda ficarão mais felizes
MauFeitio disse…
Podem sonhar o que quiserem mas ao ficarem para ali a olhar para mim, também estão a invadir a minha privacidade. posso ter a sensação errada mas sinto-me um bicho numa gaiola a ser observado