Hoje sinto-me velha


Muito muito velha. Porque o meu mano, o puto, a criança de caracois loiritos que quando era bebé me mordia e que quando nasceu fez com que, durante uns dias, eu fosse com o meu pai para o trabalho e passasse o meu tempo a deambular livremente pelo mercado que havia atrás, e o puto a quem eu atirava uma cereja de vez em quando do cimo da árvore enquanto lá em cima eu me empanturrava, o puto que odiava fado e agora não só aprecia como descobre excelentes cd's, e que se divertiu, acho eu, durante os anos de faculdade e que agora é um trabalhador esforçado e consciente mas que nunca deixou de ser puto porque continua a coleccionar carrinhos (ou melhor, betoneiras), porque o meu mano faz hoje 30 anos.
Um abraço do tamanho do mundo Melga!

3 comentários:

M disse...

Um bolo de aniversário com gelado... Acho que ele ia gostar disso! Parabéns ao teu mano e NÃO ESTÁS NADA VELHA!

amora disse...

puxa!!... 30 anos!!!... não parece nada... eheheh =)

parabéns priminhoooooo!!!

Tobias disse...

parabéns! e quem fez o bolo?! ai, que água na boca!