Odeio parvalhões

É domingo. Apeteceu-me sair de casa para ir tomar um café. E apeteceu-me vestir o vestidinho giro que comprei no Muuda. É um bocadinho curto, acima do joelho mas dado que não ia trabalhar nem a nenhum lugar especial, decidi não vestir umas calças por baixo. Eu não sou muito de saias curtas portanto acreditem que o vestido é bastante decente.
Acontece que estacionei um longe para caminhar ao pé do rio. E fui atacada verbalmente uma montanha de vezes por homens nesse percurso. Porque é que existem tantos parvalhões? Porque é que uma pessoa não pode sair de casa com uma saia sem ter que ouvir aquelas bocas nojentas? Mandei uns poucos à m****, a outros perguntei-lhes se gostavam que dissessem aquelas coisas às suas mulheres e às suas filhas. Ficavam irritados quando lhes respondia.
O que me faz pensar duas coisas: aquela malta tem uma vida tão estúpida que 20 cm de pernas os põem logo a sonhar? Ou são parvalhões por natureza? Ou a falta de respeito pelos outros e pelas mulheres é assim tão comum neste país?
E como é que mulheres a quem simplesmente as saias curtas ficam bem e que gostam de se ver assim lidam com isto? Será que eu tinha escrito na cara "Não uso saias muitas vezes, mandem piropos?" Como é que elas aguentam? É que eu fiquei muito irritada. Meia hora na rua e deu naquilo....
Não sou muitas vezes vítima deste compotamento abominável porque não sou particularmente bonita, nem dada a saias muito menos curtas mas ultimamente as saias apetecem-me mais. Mas o que me aconteceu hoje dá vontade de nunca mais vestir nenhuma.

Comentários

Sonia M. disse…
Nem penses nisso. Usa e abusa das saias curtas. Parvalhões há em todo o lado e se lhes vamos estar a passar cartão, estamos feitas ;)
MauFeitio disse…
Eu sei mas como é que se passa por cima? Como é que eu perco a vontade de os esbofetear?
Tobias disse…
pois.... parvalhões há muitos. E tenho-te a dizer que uses saia ou calças, só por seres mulher esses parvalhões acham-se no direito e obrigação de mandar piropos. Acham alguns que é um elogio e a educação e inteligência não lhes permite mais que isso. O melhor é ignorar e passar ao lado. Não há nada pior que ser ignorado. E por favor, continua a usar saias e vestidos, que te ficam tão bem! Não é por causa da tacanhez alheia que vamos deixar de fazer o que queremos, nos faz sentir bem e que não tem motivos para incomodar o próximo! E outra coisa.... tu és muito bonita! Podes não ser um pavão de vistosidade, mas isso não te faz menos bonita! Também tens de ter isso em conta, ajuda à festa! :)
MauFeitio disse…
Tobias Tobias, tu és muito boa a tentar levantar o moral! Pronto, ok, acertemos que não sou vistosa.
Já quanto a ignorá-los, tenho as minhas dúvidas.... é que se nos calarmos, eles levam a deles a melhor, ou seja dizem as barbaridades que querem e nós calamos....
Tobias disse…
mas pior, pior, acho que não são esses... Esses, como te disse, normalmente não têm educação para mais. O que me deixa realmente fora de mim são aqueles que de facto sabem o que fazem e quando estão a falar contigo estão a olhar-te para o peito!!!!! Tenhas tu muito, tenhas tu pouco, tenha-lo exposto ou não.... Isso é que me tira do sériO! Um dia destes aí sim, vou partir a loiça!
MauFeitio disse…
Queres partir ao mesmo tempo que eu?
E sabes, não concordo contigo num ponto: não são só os trolhões com poucos conhecimentos os que fazem isto... alguns t~em um aspecto de alguém razoavelmente bem colocado, roupas muito razoáveis a boas e cara de respeitável pai de família. Acho que estes ainda são os que me irritam mais.
M&M disse…
são parvalhões por natureza.
verdadeiros grunhos.
não há nada a fazer a não ser ignorar.
nunca apanhaste bocas nojentas ao volante só porque és mulher?
pois são todos da mesma familia.
: )
MauFeitio disse…
resumindo, o conselho de todas é que eu vire ultamente zen, com umas orelhas altamente selectivas e comece a frequentar cursos de controlo da raiva, certo? :-)
Marta Mourão disse…
Uma coisa que eu aprendi e que tento fazer sempre: nunca deixar de vestir o que gostamos ou o que tem a nossa cara (convém que também nos fique bem!). Regrarmos a nossa indumentária pelos outros não compensa e não nos faz feliz.
Saias! Saias! Saias! :D
MauFeitio disse…
Ok, já percebi, fala a voz da maioria! Continuarei a usar saias (até porque a minha Marta Mourão é giríssima!).

Este post foi óptimo porque deixaram aqui comentários pessoas que não conhecia e cujos blogs espreitei por terem por aqui passado. A todos mil obrigados por terem vindo e espero que continuemos a falar!
anainsaigon disse…
Ui.... sem duvida estou ha tempo demais no Vietnam....
Ao contrario da maioria, ia dizer que, na aridez de comentarios e olhares que se vive aqui, a boca desajeitada, desastrada, e ate pouco feliz de um pintas me poderia cair bem!!!!
Nao estou a falar de falta de respeito, claro, e as vezes esta linha e, nao dificil, mas impossivel de tracar.
Mas um bucal (leia-se com cedilha) "ai ricas pernas" era capaz de me levantar o ego em algumas ocasioes! Acreditem.
Bom, esta e a outra alternativa!
Deixar-se sentir bonita ainda que sejam "parvalhoes" a dize-lo e de maneira pouco criativa.
Ah! E sim! Vivam as saias!
MauFeitio disse…
Aninhas, tu volta e veste uma saia e garanto que essas saudades te passam num instante!