Dos amigos

Vou ter saudades de montes de coisas em Angola.
Dos meus pais e do Melga.
Do Porto.
Dos filmes e dos museus e das esplanadas à beira-mar.
De Serralves e das noites de Verão em cavaqueira no meu terraço.
Dos amigos e amigas e filhos e toda essa gente que torna os meus dias bons. Novos e velhos.
Dos passeios pelo Porto a ver montras com as amigas e a discutir roupa e sapatos e homens e a vida e o passado e o futuro e as alegrias e as tristezas e os medos.
Dos jantares e dos abraços dos meias lecas quando me vêm.
Tudo isto eu sei que não vou ter. E vou ter saudades mas vou viver sem. E quando cá vier, vai ser uma festa!

Mas o que me vai custar mais, eu acho, são as conversas com aqueles 3 ou 4 homens com quem falo da vida. Com quem me sento raramente, muito raramente, mas com quem cada conversa vale muito. São eles que me mostram o mundo pelos olhos dos homens, para o bem e para o mal. São eles que tratam do meu ego quando me sinto feia. São eles para quem eu sou uma amiga preciosa que se recusam a partilhar. Eu também não os partilho a eles. As nossas conversas são nossas, não temos amigos comuns, não aparecemos nos mesmo jantares. Somos mutuamente caixas negras. E como são poucos, muito poucos, mas muito bons, vão-me fazer muita falta.

Comentários

pin girl disse…
Como te compreendo...

Tenho um amigo, que o é desde os nossos seis anos de idade. Ininterruptamente.

E as nossas vidas e os nossos destinos confundem-se.

As tuas palavras são uma bonita ode às amizades assim...e é bom de se ver, de se ler.
MauFeitio disse…
Sabes, eu acho que os amigos são uma coisa especial. Família é sangue, os laços existem sempre mesmo que achemos que não. Mas os amigos é preciso merecê-los, conquistá-los, cuidá-los. E por isso mesmo são tão valiosos!
macaumicau disse…
Tocaste-me na ferida... por muito que tente ser pragmatica nao consigo. E' do Porto que eu gosto. Mas acredita que quando regressares vais viver todas essas coisas de que gostas de forma mais intensa, o que tambem 'e bom. As minhas idas ao Porto sao tipo "eau de parfum"...bem concentradas, caras (maldito preco dos bilhetes de aviao) mas de grande qualidade.

Boa sorte e que encontres em Angola coisas que mais tarde sintas falta (e' sinal de que foi bom ;))
MauFeitio disse…
Obrigada Macaumicau! Vou disposta a fazer uma vida lá e como preciso de coisas boas na vida, vou encontrar de certeza. Elas têm que estar lá, só preciso de abrir os olhos e o coração para as encontrar!