Nem sei bem porquê...


.... mas lembrei-me do meu avô. Que diria ele se fosse vivo e visse os netos a regressar a África depois de os filhos cá terem lutado na guerra?
Lembrei-me do meu avô e desta foto que mostra o que ele era para mim: um homem que adorava os netos, que gostava de os ter por perto, que os mimava, nos dava colo mas também nos punha a trabalhar. Acordei com saudades do meu avô.

3 comentários:

Marta Mourão disse...

Linda esta foto!!

myself disse...

1º comentário: és a moreninha do lado diteito? :)
2º comentário: com esta tua lembrança também eu fiquei a pensar no meu queridíssimo avô. Tenho tantas saudades

MauFeitio disse...

Sim, sou a moreninha da direita. A outra é uma prima que continua a temer o frio!
O meu avô era o máximo. Diz a lenda que cada vez que ele chegava ao final do dia a casa, eu levantava os braços do berço (que áquela hora estava na cozinha para ter a companhia da minha mãe), dizia "agh agh" e o avô pegava em mim e dizia "Pois é minha filha, estás aí deitada, ninguém pega em ti." (O que por acaso eu até acho que era mentira, não me lembro de ter falta de colo mas também não precisava disso constantemente; mas o colo do avô ao final do dia era sagrado!)