História de uma quase multa

Estava eu alegre e contente, a conduzir e a falar ao telefone com a Abelha Maia para lhe encomendar a prenda do Pateta, quando dou por mim ao lado de um polícia. Tenteoi disfarçar, mas claro que o telefone estava nas orelhas 2 segundos depois. E claro que o Sr. Polícia me mandou encostar. E a conversa foi assim:
-Boa tarde minha senhora.
-Boa tarde Sr. Agente.
- A srª viu o que vinha a fazer?
-Sim Sr. Agente. Vinha a falar ao telemóvel. Pode passar a multa.
- E a srª viu que eu vi e continuou? (E foi aqui que o meu cérebro teve 3 nanossegundos para arranjar uma saída)
-Pois Sr. Agente. Eu sei. Acontece que eu vinha a falar ao telefone com o meu pai que está internado no hospital e eu achei que era mais importante falar com ele do que a multa. (Estão a ver que 3 nanossegundos tão bem gastos!!!)
-Mas não pode.
-Eu sei. Mas o meu pai tem pouco tempo de visitas e quando a minha mãe chega lá liga-me sempre para eu falar com ele.
-Documentos. Carta de condução.
-Está aqui Sr. Agente.
-Esta é a internacional. Angolana não tem?
-Não Sr. Agente.
-Mas tem que ter. Quando passa muito tempo cá tem que ter. Mais de 6 meses.
-Mas eu entrei em Setembro. (imaginar o polícia a contar pelos dedos quantos meses são entre Setembro e Novembro.)
-E quando sai?
-No Natal.
-Quando volta?
-Não faço a mais pálida ideia. Eu tenho visto de trabalho mas vou passar o tempo de cá para lá.
-Mas se estiver muito tempo tem que ter.
-Penso nisso quando voltar, Sr.Agente.
-Documento da viatura.
-Estão aqui.
-Está caducado.
-Não não está. Foi a renovar a semana passada.
-Tá a ver aqui na frente? Tá caducado?
-Sim, mas por isso e que tem carimbos atrás.
-Ah, pois. Mas está caducado. Vê aqui, terminava em Junho.
-Sr. Agente, tem mais 2 carimbos. E um deles é da semana passada válido até Fevereiro.
-Sim, mas está a ver? Este está caducado.
-Por isso é que foi a renovar.
-Ah... pois.... mas os colegas fizeram mal.
-Isso realmente não é problema meu.
-Pode guardar.
-Mas vou ter que multar.
-Sr. Agente, mas eu disse-lhe desde o início que pode multar. O meu pai é mais importante que a multa. Eu pago.
E agora a melhor parte: favor imaginar o Sr. Agente com cara de "mas qual é a parte que não percebeste que eu quero que me ofereças uma gasosa para nao te multar?" e eu com uma cara de anjinho tipo "eu sou tão boa pessoa que nem estou a perceber que tu estás com cara de quem quer uma gasosa". Olhos nos olhos uns segundos.
-Pode seguir. Não repita.
-Sim Sr. Agente. Tenha uma boa tarde.

10 comentários:

Marta Mourão disse...

Para mim era o mais irritante em Luanda: os polícias de trânsito. Nunca na minha vida fui tantas vezes mandada parar como nessa cidade.
Cheguei a ser mandada parar 2 vezes num dia...
Confesso que era algo que me irritava, a corrupção e a desonestidade.
Uma outra vez um polícia armou uma confusão na rua por eu ter o carro mal estacionado. Apareceu outro polícia "à paisana" que me disse: se deres dinheiro a nós os dois para a gasosa podes ir embora". Nunca lhes fiquei com tanto pó como nessa vez.
Não tenho medo de o dizer: odeio a polícia em Angola...

MauFeitio disse...

Os meus colegas dizem está melhor. Param a malta menos vezes. Se bem que já me acnteceu estar a sair de um jantar, um polícia vir ter comeigo e dizer "Boa noite. Não tem aí para oferecer uma gasosa?". Mas acho que devem ter tido ordens para ser mais contidos.

Marta Mourão disse...

Não sei, o meu pessimismo mantém-se em relação à polícia angolana. Confesso que tinha mais receio deles do que de qualquer outro angolano...
Conheço tantas outras histórias destas...
Espero que melhore com o tempo!

Tobias disse...

Tenho a dizer que me pareces intrusadíssima na vida em Angola! Estás, de facto, a viver aí! :D E aprendeste a mentir. Não é bonito, mas vejo que é útil! Força! :D Beijo

MauFeitio disse...

É verdade Tobias. Há expressões que me saem sem dar por ela, já não penso que posso ser parada pela polícia cada vez que pego no carro, já digo aos putos da rua que não dou dinehiro porque não preciso que controlem o carro.... Já tenho amigos com quem jantar e com quem rir... Suponho que estou mesmo a viver cá.

pin girl disse...

Boa! :))

E a boa-disposição foi coisa que não mudou, ao que parece...eheheh

MauFeitio disse...

Claro que não Pin Girl. Aliás, boa disposição é absolutamente fundamental aqui em Angola. Porque há dias em que ou rimos ou vamos mesmo ter de chorar... e eu fico muito feia quando choro :-)

anainsaigon disse...

Isto está absolutamente bestial!
Só mesmo quem tem capacidade de aproveitar tão bem os nanosegundos da vida se escapa com esta!!!
E por isso é que Eusinha não posso ir trabalhar para os Angola.
Maufeitio, tás em grande, para não variar!

SofiAlgarvia disse...

Maufeitio, descobri-te hoje e fartei-me de rir com a carta caducada, com carimbos atrás, mas que "os meus colegas fizeram um mau trabalho"!
Vou continuar a espreitar-te.
:-)

MauFeitio disse...

SofiAlgarvia, bem-vinda! Aparece e comenta :-)