Amanhã...

... a vida recomeça. Hoje foi feriado e por isso um fim-de-semana de 3 dias veio mesmo a calhar para parar e descansar. Desconsegui ir para fora de Luanda: tentei marcar alojamento algures mas já fui tarde, estava tudo cheio. Fiquei por aqui, entre a minha cadeira e os hexágonos, a piscina do Trópico, jantares com a malta do costume (pelo meio um ataque de nostalgia e saudades dos amigos de sempre, aqueles de falar da vida) e o Mussulo que fui hoje conhecer. (Eu sei, "Como é que é possível que em 8 meses não tenhas ido ao Mussulo?"). Mas hoje fui e descobri (já muita gente descobriu mas paciência) um canto onde se apanha sol, a água é límpida e calma, as pessoas têm muito espaço entre elas e o serviço, para Luanda, não é estupidamente caro. Com o bónus da viagem de barco para lá chegar, acho que hoje descobri um dos meus esconderijos favoritos aqui nas redondezas. A frequentar assiduamente.
E como eu não sou muito de praia, aquele ar puro arrumou comigo. Desculpem mas vou dormir. Bons sonhos para todos!

Comentários

Marta Mourão disse…
também ía muitas vezes à piscina do trópico. água límpida no mussulo?? bem, se calhar está diferente. sabes que não fica assim tão longe de Luanda, logo a qualidade da água não pode ser exímia... Quer dizer, depende do lado em que estás, se for do lado do mar é bem melhor.
Eu gostava muito de ir à "língua" no mussulo. É uma língua de areia muito bonita qd está sem lixo. Como não tem bares ou hóteis, está quase sempre deserta. Quer dizer, pelo menos era assim quando eu estava em Angola.
A qualidade da água em Luanda é muito má. Digamos que jurei nunca mais voltar à ilha depois de ver corpos estranhos a boiar na água da praia :s
MauFeitio disse…
Olá Marta!
Acho que Luanda mudou um bocado desde que foste embora. Com a recolha sistemática do lixo a cidade está mais limpa e portanto a áua tamb´m. Ninguém toma banho na baía, claro. E eu não gosto da Ilha porque acho que passam demasiados barcos. Mas no Mussulo está-se bem!