A pobreza por aqui

Por mais simpática que consiga ser a minha vida, por mais que eu acho que o musseque não é pobreza mas é algo que simplesmente é assim, por mais que eu ache que as pessoas (na sua grande maioria) não têm cara de fome, a verdade é que a pobreza existe. E de vez em quando mete-se pelos meus olhos adentro.
Ontem fizemos uma churrascada numa obra. Aquele encarregado faz isso em qualquer obra que esteja na altura do Natal. E decidiu que em Angola também ia fazer. Mas quando a carne começou a sair e os trabalhadores (a grande maioria dos subempreiteiros) quase lutavam em frente ao grelhador, quando o balde em que ele ia trazendo as cervejas quase lhe era arrancado das mãos, começou a jurar que nunca mais faz! E era triste assistir àquilo. Muito triste ter noção que aquela seria a única refeição decente (se não mesmo a única) daquele dia. Foi triste ter noção que as mochilas se iam enchendo de cerveja que ia ajudar à bebedeira da noite.
Serviu-se muita carne, muito pão, muita cerveja. Mas aquilo não foi um evento feliz....
Quando aquele primeiro round acabou e o pessoal dispersou, voltámos a acender as brasas que já tinham esmorecido. Saiu mais carne do frigorífico e cerveja da arca. E então sim, ficámos nós, os da casa, houve risos e brindes e "Espere lá, este pedaço de carne é que está mesmo bom para si". Quando ficámos nós, os encarregados voltaram felizes para os fogareiros, certos que o que estavam a fazer era apreciado e não ia haver lutas para matar a fome. "Eh pá, eu não sabia que era assim....". E eu ia tentando consolá-los dizendo que tinham feito a boa acção do Natal. Mas a verdade é que cada um de nós estava um bocadinho triste por perceber que a fome e a necessidade estão mais perto de nós do que pensamos.

1 comentário:

SofiAlgarvia disse...

As vossas intenções foram muito boas, mas às vezes a vida prega-nos partidas e nesse caso, a necessidade falou mais alto, a fome veio à tona e o resultado foi outro. Mas fica a experiência e a consciência que quando em apuros, o Homem luta pelo seu pedaço.