Chegar a casa

O sol brilha, os meus pais e o meu irmão estão óptimos, a minha casa está tão encantada e encantadora como eu me lembrava. O supermercado da esquina tem o que preciso, os amigos atendem o telefone com um sorriso.
Será que se eu me mantiver afastada dos noticiários, vou sair daqui sem me lembrar que o país está em crise?

Comentários

Margarida disse…
..e o meu telefone não tocou...
Margarida disse…
Mas sejas muito bem vinda!
Margarida disse…
Foste e vieste e eu sem enviar os links dos nossos vampiros, valhamedeus!
Margarida disse…
Está calor, não posso oferecer-te bombons...
Margarida disse…
...não tenho jeito para fazer bordados e costuras e assim...
pode ser um desenho?
está na moda o 'queres que te faça um desenho?!'
;)
Margarida disse…
Também queria estar de férias!!!!!!
:(
Buáá..
Margarida disse…
e poder andar em África como uma verdadeira fotógrafa do National Geographic!
Margarida disse…
mas daqui a nada lá tenho de ir mexer em papéis.
chatos.
iguais.

e sonhar com o Tarzan...

:)))
Margarida disse…
isto é só para não te esqueceres do nosso rendez-vous na Invicta quando vieres para aqui, OK?
Margarida disse…
desta vez marco eu o sítio e vais ver que giro!
Margarida disse…
a seguir, já 'enfrascada', contas-me os segredos todos de Luanda!
iac, iac...
MauFeitio disse…
Olá Margarida!
Desculpa... os primeiros dias são sempre dedicados às amizades jurássicas e por isso mesmo fundamentais. mas teu telefone vai tocar :)
Margarida disse…
:)
...não estares amofinada pela 'brincadeira' do "à dúzia é mais divertido", já é bom...
ai!
sorry...
bjinho
take your time, gal!