Coisas não lineares

A vida tende a não ser linear. Não é preto e branco, não há verdades únicas, não há soluções únicas para os problemas. O que está certo para uns é errado para outros e mais ou menos para os terceiros.
Bom, até posso estar errada. Pode haver gente para quem a vida é linear.
Mas eu não sou nada linear. Não sou daquelas pessoas certinhas que se lembra sempre dos aniversários. Tenho tendência a fugir do politicamente correcto. Faço amigos que depois caem porque sim, porque calhou,  e outros que ficam para sempre porque sim.
O que me vale é que ainda anda por aí muito boa gente que também é assim. Ou que mesmo que não seja, está disposta a dar o benefício a estas vidas cheias de curvas e indecisões e decisões e vai acompanhando o meu caminho enquanto vai percorrendo o seu. Há gente que não cobra e não se preocupa se as amizades e as soluções encaixam nos perfis clássicos e conseguem avançar e viver. Ainda bem que eles existem esse tipo de amigos ou a minha vida seria bem mais  solitária e muito, muito menos interessante! Assim, vou gerindo e avançando e descobrindo e eles comigo! Aturamos as noias de uns e de outros e vamos descobrindo outros mundos, outras maneiras de viver e de sentir.
Ou se calhar estou enganada, ninguém é linear e ninguém tem vidas lineares. Mas que há soluções standard, há. E que muitas vezes não me servem, também é verdade. Mas essa soluções que não me servem, são as tais que vão ficando para trás, sem darmos por isso ou num estoiro de minutos. E as que ficam, são essas mais fluídas e flexíveis.

P.S. Eu sei, post estranho e críptico. Azar.

Comentários

Patinha Feia disse…
Desculpa mas este post não tem nada de estranho. As "soluções standard" não passam de padrões sociais. Alguns adaptam-se outros não. Outros aparentam adaptarem-se - para mim estes são os mais infelizes... Ainda bem que há vidas não lineares!!! Senão isto era uma monotonia... Bjs gds
Alexandra Durão disse…
E porque também não sei ser muito linear e muitas vezes também deixo cair algumas coisas, como amizades, mas porque apesar disso sei reconhecer quando estou em falta, aqui estou eu para agradecer uns amendoins deliciosos (desculpa mas não consegui fixar o nome deles), apenas um dos sacos estava um pouco mole, mas mesmo assim desapareceu em minutos, que me deixaram tão surpresa, como contente na altura em que os recebi.
Incapaz que fui de retribuir convenientemente, fica aqui a promessa que se nos voltarmos a encontrar, sendo já a surpresa menor, serei capaz de ser um pouco mais atenciosa, porque também sei que há amizades que nascem assim, com coisas tão pequeninas como amendoins! :-)
tasjaber disse…
A vida dificilmente é linear, ao contrário da morte. Como o pulsar do coração, a nossa vida tem altos e baixos, pulsa com um ritmo frenético ou desesperadamente lento. Às vezes, o coração salta uma batida, e não ganhámos para o susto.
Se um dia acharmos que a nossa vida é linear, provavelmente é porque já não lhe fazemos diferença.
vivam os amigos não lineares! essa do deixa cair... enfiei a carapuça ;)
as coisas andam meio enroladas por aqui. espero que melhorem em breve.