Às vezes as coisas deviam ser diferentes

Hoje fiquei a trabalhar em casa. O 2º teste ao paludismo deu negativo mas ainda não se sinto fresca como uma alface.
E sabem que mais? Altamente produtivo. Eu, sozinha, na sala, temperatura estável, chávenas de café de filtro quentinho, um enorme silêncio tirando o que vai passando aleatoriamente no itunes, sem interrupções, desatenções, gente a chamar (hoje seria o dia do "Estás melhor???" e eu iria agradecer do fundo do coração a atenção mas hoje há demasiado para fazer). Realmente essa coisa do escritório não é a solução para tudo.
Gostos destes dias. Inspirados. O trabalho rende. As coisas avançam. Começo a achar que um dia por semana devia trabalhar em casa. Para limpar a lista de assuntos e ter tempo para pensar.
E agora deixem-me ir ali buscar mais uma chávena de café. Ou melhor, vou quando esta música acabar:

2 comentários:

Naná disse...

Eu começo a ser dessa opinião, que em casa um dia por semana renderia muito mais!

Anónimo disse...

Olá amiga! Já estás boa? Estar doente fora de casa deve ser bem difícil. Fazem falta os miminhos... Aqui vai um em formato escrito para que te recomponhas depressa.

Beijocas
Sara