Bolas :(

Andava há meses a pensar em ir acampar. Apetecia-me sair da cidade, respirar mar, adormecer ao sabor das ondas.
Ontem foi possível. Tenda, comida, colchão, carro e haja estrada. A tenda foi montada num lugar óptimo, com sombra e uma mesa ao lado. O mar a dois passos. O acampamento perfeito.
Tudo estava a correr bem até que um conjunto de 4 idiotas decide montar tendas a 5 m de mim. Não seria grave se não tivesse visto os baldes de cerveja e gin, as conversas em voz alta e, pior que tudo, as vozes com um timbre profundamente irritantes das 2 meninas do grupo. Duas horas depois não aguentei mais: fecha a porta da tenda e arrastei-a montada uns metros mais para o lado. E depois chegaram as duas torturas adicionais: mosquitos e calor. Fui comida viva. E se me escondia debaixo de um pareo (pouco eficaz) ou de um saco-cama, abafava. Uma noite em claro.
Às seis, praticamente de dia, fui ao mar para um banho rápido. Encafuei tudo no carro e às 7 estava de partida para Luanda. De partida para um dia de ar condicionado, sofá, sonos soltos, cinema e, sobretudo, uma grande bisnaga de Fenistil.
Lembrete mental: não ir acampar enquanto estiver calor assim.

Comentários

Alexandra Durão disse…
Acho que é por causa dessas coisas que nunca tive vontade de acampar! :-)
Cristiano disse…
Acampamento é assim... vc planeja mas lembra lá pq vc demorou tanto para voltar a acampar...
Anónimo disse…
"Andava à meses"
há :-)