Bom, se o PM quer que a malta emigre... #2

... vai ter de pôr o ministro dos negócios dos estrangeiros a trabalhar. Eu imagino que ele esteja muito ocupado em recepções nas embaixadas, mas é mesmo só escrever um memorando para os centros de saúde. Aliás, aproveitando a inspiração, deixo já aqui um draft:

Caros colaboradores dos centros de saúde


Venho pelo presente informar que cada vez mais vão aparecer nos centros de saúde pessoas a pedir atestados médicos ara efeitos de visto de trabalho. Os que querem ir para Angola ou que já lá estão e precisam renovar o visto aparecem de certeza. Se calhar os que querem ir para outros países também mas estou entre duas festas e não tive tempo de mandar um assessor verificar.
Voltando ao tema: esta malta precisa mesmo do atestado ou não há visto para ninguém. Muitos até vão aparecer com tempo mas os das renovações vão ter de fazer isso durante as férias (normalmente 2 semanas) por isso é favor atender com um sorriso e de forma célere. Não adianta nada dizer que só vão ter a primeira consulta daí a 2 semanas e a 2ª passado um mês. Se essa malta não conseguir o atestado enquanto cá estão, vão perder o visto e depois é uma chatice porque voltam para Portugal engrossar as listas dos que estão no desemprego. 
É portanto imperativo que estes casos sejam tratados de forma célere. Sem isso não se cumprem os desejos do nosso estimado PM.
Cumpra-se


Pois, mas como este memorando ainda não saiu, para conseguir a consulta em que me requisitaram as análises, eu tive de me chorar na secretaria do centro de saúde. E nem adiantava ter ligado para lá há semanas porque o nº de telefone que está listado é de uma casa particular (juro que é verdade!!!). Consegui a consulta. Os exames e as análises estou a fazer na privada porque senão estou frita.
E a vacina que caduca este ano é outro filme. Vou conseguir levar o reforço porque me chorei e consegui uma cunha. Sim, por no centro de saúde onde podiam fazer isso (sim, corri vários hoje de manhã), a primeira consulta (e sem consulta não há vacina) era no dia 30 de Abril. Eu embarco dia 29. Obrigada Prima por me teres salvado a pele!

Sr. PM, vá por mim. Informe lá a malta.

1 comentário:

Naná disse...

E que não há palavras para descrever o que aqui relatas... nós como lidamos com isto numa base diária, parece que achamos que isto é a norma... e não devia ser assim!