Amigos

Há amigos que são de uma fase. De uma época. Nós crescemos, eles crescem, a vida leva cada um por caminhos e objectivos distintos, por valores diferentes, por maneiras de ver a vida diferentes e a amizade perde-se. Já me aconteceu. Faz parte.
Mas depois há os outros. Os que ficam. Os que mesmo quando nos afastamos por um motivo ou outro, por geografia ou por birra, porque os damos por garantidos ou naquela altura da vida nos parece que temos menos a partilhar, se mantêm por perto. Ou no mínimo, se mantêm alerta, atentos, à espera que o ataque de parvoeira nos passe e percebamos que estiveram sempre lá, indiferentes ao que nos tornámos porque são AMIGOS! E esses não esquecem, perdoam, insistem e finalmente conseguem que percebamos a falta que nos fazem.
Recebi um mail dum desses amigos hoje. A dizer que o Porto está cada vez mais cheio de coisas bonitas que vou gostar de ver. E soube-me pela vida receber essa mensagem.
Nas palavras da Shorty  "O que vou escrever a seguir pode parecer treta, lugar comum, mas ... as verdadeiras amizades, mantêm-se e sobrevivem a todos os precalços".
Obrigada a todos! E acho que há muita gente a quem pedir desculpa pela pouca atenção que lhes tenho dado.

1 comentário:

Libelinha disse...

Os verdadeiros amigos entendem que temos fases e se gostam verdadeiramente de nós aguentam-nos no pacote todo!... Nos bons e maus momentos :D