É por estas e por outras que eu me devia fazer de parva e burra mais vezes

Amanhã há tolerância de ponto por causa da tomada de posse pós eleições. Um dia sem trabalho a meio da semana nem seria mau.
Mas por acaso eu tenho de trabalhar porque fui cravada para umas traduções mega-urgentes e alguém se lembrou que aqui moi même até fala umas línguas estrangeiras. Por acaso a minha facilidade com línguas é uma coisa de que eu até gosto e me orgulho. Excepto nestes dias, claro. Fazer o trabalho dos outros porque o resto da maltinha nem se dá ao luxo de tentar.
A única coisa boa é que o pessoal já percebeu que para conseguir estas coisas tem de pedir com jeitinho.
Ok, eu faço.

1 comentário:

Naná disse...

É sempre assim... há sempre quem se aproveite da nossa boa vontade e dos nossos conhecimentos...

Também sempre gostei de línguas estrangeiras e sempre me senti à vontade com elas.