Do regresso

Por mais que este país me tire do sério (e tira muitas vezes), a verdade é que quando chego cá e começo a trabalhar, tenho uma enorme sensação de normalidade e de este ser o meu posto de trabalho. Isto de um gajo se adaptar a tudo é lixado.

Sem comentários: