Um dia eu curo-me desta ilusão

Eu iludo-me e muitas vezes, quando chega a sexta-feira, eu acho que a única solução é levar o computador para casa e trabalhar umas horas no fim‑de‑semana. Nunca trabalho, claro (a não ser que a corda esteja tão mas tão apertada no meu pescoço que é mesmo inevitável). As hipóteses de trabalhar são ainda mais remotas se passao fim‑de‑semana em casa dos meus pais. Estão portanto a ver que o belo do computador veio passear à Beira Alta para nada. Sim, porque aqui, há mais com que ocupar o tempo: fazer pão (fotos na próxima semana), biscoitos, crochetar ou simplesmente vegetar em frente à televisão.
Curioso curioso é que a tal ilusão do "vou trabalhar no fim‑de‑semana" existe desde os mui longínquos tempos da faculdade. Já começava a ser honesta comigo mesma, não?

2 comentários:

Naná disse...

Durante muito tempo trazia o computador para casa e efectivamente trabalhava.
Deixei de o fazer no dia em que me disseram que eu não tinha "espírito de sacrifício pela empresa"!

pin girl disse...

Estou a tentar curar-me disso. Há muito tempo também. ;)