A incompetência da CP ou se calhar só é preciso arranjar um professor de Investigação Operacional

Ele há coisas que eu não percebo.... A CP é a única entidade a circular nas linhas. Deve ter um batalhão de gente a calcular horários e a controlar tráfego. E ainda assim, o intercidades que vem para as beiras na sexta ao final do dia consegue sair sempre atrasado. Antes de chegar à Gare do Oriente, já uma vozinha pseudo-calmante anuncia que está 25 minutos atraso e que desculpemos pelos incómodos. Pelo caminho o atraso aumenta. E eu, devo estar a ver mal o filme, mas não percebo. O se recalculam os horários e se assume que os comboios são da família das lesmas ou alguém que informe os maquinistas da velocidade prevista. E, cerejinha em cima do bolo, o atraso na partida é tanto maior quanto mais estiver da chover. Todos sabemos que a Gare do Oriente é uma estrutura acolhedora, nada batida pelo vento e pela chuva. E que não há nada mais cnformtável do que entrar num comboio para uma viagem de 4 horas encharcado atéaos ossos!
Mas, assim como assim, eu posso tentar contactar os professores de Investigação Operacional da FEUP que era uma cadeira medonha mas que tinha umas técnicas de optimização que se calhar a malta da CP devia aprender. É só avisar, ok?

2 comentários:

José Oliveira disse...

E depois como era que os boys da CP iam justificar que em vez de perder passageiros estavam a ganhar e lá se ia a imagem de má gestão e a justificação para desmembrar e vender ao desbarato aos amigalhaços!

Alima das Cartas disse...

CP... essa empresa que tanta dor de cabeça me deu... ou era o sempre-em-greve, ou era o preço dos bilhetes dispararem, ou era os atrasos sucessivos...

Péssima gestão é esse o grande problema...