Gosto de campos tratados

Da janela do comboio
É claro que é a minha costela de filha e neta e bisneta de agricultores. Mas não me interessa. Gosto de campos tratados, cultivados, com as embelgas bem feitas e alinhadas e as plantas com ar verde de quem não lhe falta a água. Gosto do cheiro da coisas e de as apanhar e ver crescer. E saber que ofereço o que cresceu da terra. Gosto de agricultores e de gente que faz crescer coisas.
Um dia destes ainda mudo de vida...

Sem comentários: