Cada coisa a seu dia

Há dias que imaginamos de uma dada forma. E depois ficam diferentes. Porque sim. Porque se meteu qualquer coisa no meio. Porque afinal valores mais altos se levantaram naquele dia. E o que tínhamos planeado, afinal, naquele dia, naquela hora, naquele lugar, não faz sentido. Não assim, sem alma, à pressa. Só porque sim.
Antes ficava triste quando estas trocas de última hora aconteciam. Agora, fico simplesmente a achar que o dia certo chegará :). Se calhar sem se dar por isso. Porque há coisas que não se planeiam. Simplesmente acontecem. Ou não.Ou voltamos a planear. Ou não. Mas o importante mesmo é estar bem com o momento e o tempo e o resto virá por arrasto. Ou não!

Sem comentários: