Eu e as malas. As malas e eu

Se há coisa que odeio é fazer malas de viagem. É preciso não esquecer nada fundamental mas não pode ir a casa atrás. Convém prevenir alterações de meteorologia mas não dá para levar as gavetas todas. Há que prevenir alterações de humor e contra isso não há nada a fazer.
Daqui a umas horas vou para o Porto. 10 dias. Inclui trabalho, jantares descontraídos com amigos, concertos na Casa da Música, festas de 40 anos, espero que umas horas de caminhadas na Foz, churrascadas com a tuna, copos com amigos. Estão bem a ver o que isto significa de roupa? Eu não sou nada miúda de ter um outfit para cada ocasião mas há uns mínimos olímpicos. Mínimos esses que vão ter de caber no troley porque me recuso a ir de mala gigante.
Vou ali tentar acabar essa saga enquanto digo mais uns pavalrões.

Sem comentários: