Da preguiça

Lá por estar doente não significa que não consiga fazer mesmo nada


Quinta à noite sabia que vinha uma amigdalite a caminho. Sexta à tarde a médica achou que aquilo estava com tão mau aspecto que era desta que eu me ia estrear nas injecções de penicilina. Confesso que esperava uma recuperação fulminante. Mas não. Dormi mal. Com febre. Acordei com o corpo todo a pedir cama. Ando basicamente a divagar entre um sofá e outro. Devo ter meio neurónio a funcionar. O outro deve estar a curtir sozinho a penicilina.
Por isso, os dias de preguiça e sofá normalmente significam crochet. Há uns individuais começados. Há mais um protector de Ipad nas agulhas. Pode ser que amanhã seja dia de não fazer nada por ser dia de passear.

Sem comentários: