Eu e Serviço Nacional de Saúde

Raramente o uso. Mas sou acérrima defensora e sei que, quando é preciso que funcione a sério, para problemas sérios, funciona mesmo.
Mas hoje só preciso de uma injecção. Os centros de saúde fecharam às duas da tarde. E o hospital diz que não dá a injecção porque não é uma urgência. Belíssimo. Solução: um hospital privado. Onde vou pagar uma fortuna por uma seringa e dois minutos de trabalho e um enfermeiro. Porque os outros estão demasiado ocupados. Sabe-se lá com quê....

Sem comentários: