O outro lado da medalha de recarregar baterias

Foi um jantar delicioso acompanhado com um tinto delicioso. Pois, teoricamente nada de errado. Acontece que ultimamente tenho andado verdadeiramente a faltar a este tipo de treinos, e o resultado, apesar de estar bem dentro da legalidade alcoólica, foi uma noite mal dormida. Irriquieta. Com o coração a bater forte de mais. Ou seja, ando a faltar aos treinos, está-se mesmo a ver.
Ou não. Ou simplesmente já não tenho nem 20 nem 30. Se calhar, chegou a altura de começar a ter mais conta e medida nalgumas coisas. Se calhar aquela noite mal dormida foi o que eu precisava para cortar com algumas coisas que sei que fazem mal, reduzir outras a mínimos olímpicos e, acima de tudo, acrescentar outras. Tipo mais exercício físico. Algo que tonifique. Porque a verdade é que horas no sofá agarrada às agulhas não conta como exercício. Infelizmente. Aquilo devia ser uma actividade de elevado desgaste de calorias. Mas não é.
Em resumo: procura-se local para fazer yoga, não demasiado esotérico, em que se comprem packs de aulas e sem fidelizações. Quem conhecer, que seja um querido e me avise! A ver se descubro um conjunto de lugares para ver o que me agrada mais....

Sem comentários: