Nota mental: não me aproximar da internet amanhã

Acreditam se vos disser que ando com saudades de comprar tecidos? Quando estava em Angola, as minhas encomendas de tecidos significavam que estava na hora de vir a Portugal. A colecção aumentou, e em, durante esses anos. Desde que cheguei ando mais contida. Afinal, quantos tecidos consegue uma mulher coleccionar? E além disso, tenho passado menos tempo na máquina de costura (fruto de ter a casa toda para mim e portanto haver a escolha de meter a manta gigante nas pernas e ocupar o sofá todo enquanto vou dando pontinhos ao mesmo tempo que tenho o poder absoluto sobre o comando da televisão.
Mas não sei porquê, acordei com saudades dos tecidos e da máquina de costura. Mas também lancei a mim mesma o desafio de terminar o que anda começado. Estou farta dos projectos que duram anos a fio. O que significa que.... mãos às agulhas que há muito para fazer!

Sem comentários: