Por aí

Já enchi a alma de montanhas, verde, vistas espantosas que me fazem sentir minúscula. Já tive brincadeiras com a minha afilhada pequenina e vi a maior tornar-se pré adolescente. Comi doce de botões de rosa e pus a conversa em dia com a família que vejo pouco. Agora vim para a Alemanha. Museus. Cidades. Tirando uma obra numa terriola perto daqui há uma eternidade de tempo, a Alemanha que conheço é Hamburgo. E o que me espantou hoje foi o quanto o circular no metro de outra cidade me fez perceber que, ainda assim, estava na Alemanha. Há um cheiro típico nas estações e nos cais e nas carruagens que me levou a 1997. A um passado longínquo. A outra vida. O que sei é ando por aí, feliz, a absorver a vida da cidade. Devagar. Como devem ser as férias. Só uma cois me atormenta? Onde diabo estão os gajos louros e giros? Os morenos estão a dominar o mundo?

Sem comentários: