Um mes e uns trocos (e um post escrito num computador onde me faltam umas teclas para um portugues correct0)


Cheguei à pouco mais de um mes. Nem sei se me parece muito se pouco. Um mes e consegui um apartamento de que gosto, conheci gente, legalizei-me de todas as maneiras e feitios, pago impostos, como pies e jacket potatoes. Uma vez por semana, saimos o escritório ao final da tarde directos a um pub. Ou a vários pubs. Pints e half pints. Chicken pies e nachos. Gente nova para conhecer mas que quer conhecer e quer-se dar a conhecer. Queremos todos fazer amigos e gargalhar.
O tempo no metro, entre casa e o escritorio, passa depressa com um livro na mao. Na verdade, leio mais por dia agora do que durante muito tempo. Vai dar para reler com calma muita coisa e diminuir a pilha dos "ainda nao lidos". Por incivel que pareca, aquele tempo é para mim e nao é nada um desperdício.
Sinto-me menos estrangeira aqui do que alguma vez senti em Espanha ou em Angola. Sou apenas mais uma que tem por língua nativa uma coisa qualquer. Ninguém estranha as calinadas no ingles. E é natural entrar no italiano cá da rua para comprar bolos de arroz e deizer "Bon giorno". Tudo vale. Pode-se falar em qualquer língua. Ah, e ninguém fala portugues no escritório por isso, quando preciso, posso praguejar à vontade. Acreditem que sabe bem!

1 comentário:

Isilda disse...

Que saudades do tempo em que aí estive durante alguns meses e que o teu post trouxe à memória.
Mas para a semana vou matar saudades ainda que por poucos dias.
Beijinho e continuação de Boa viagem:-)) quer dizer de Boa estadia.