#63 - 17-09-2016

Comprei este livro nos tempos de Angola. Lembro-me de ter lido alguma coisa sobre ele ou alguém me ter dito alguma coisa. Seja como for, veio de alguma forma recomendado. Meti-o na mala e levei-o para Luanda. E andou por lá anos. Comecei-o mas havia alguma coisa nestas vidas quase primitivas que me parecia demasiado duro. E para duro já me bastava o país. Voltou para Portugal, para a prateleira dos "ainda não li". E por lá andou.
Mas vocês já sabem que este está a ser o ano dos grandes livros. E este é apenas mais um.

Sem comentários: