#84 - 12 - 10 - 2016

Aquela saudade e necessidade que sentia no início por coisas portuguesas dissipou-se. Mas em Viena decidi testar um dos restaurantes portugueses. O queijo de Serpa levou-me ao Alentejo, as batatas a murro (e o polvo, vá), sabiam a verdadeiro. E o pastel de nata foi o fim perfeito de uma noite em que mostrei o que somos a quem não conhecia.

Sem comentários: